Ciúmes de irmão acaba em morte

11 07 2007

Que situação em…

Os peitos da japa são tão … =X

Anúncios




Conquistando o Coração de uma Mulher

9 07 2007

Até me identifiquei com o sujeito…

 achei o video lá no Ta Servido?





Modelo matemático dos oceanos é validado com patinhos de borracha

6 07 2007

O projeto OSCURS é um modelo matemático das correntes superficiais oceânicas, que ajuda os cientistas e a indústria da pesca a preverem o rumo do que quer que esteja na água – seja submerso ou sobre a superfície. Quando o cientista Jim Ingraham desenvolveu o modelo, sua intenção era ajudar no rastreamento de alimentos – plâncton, ovas e pequenas larvas – e, por conseguinte, dos cardumes de peixes que os perseguem.

Correntes oceânicas

O problema é que não é fácil validar um modelo dessas dimensões. É necessário muito trabalho de campo para verificar se as previsões estão corretas. Entra em cena então o oceanógrafo Curtis Ebbesmeyer, amigo de Ingraham, que achou uma forma inusitada de acompanhar o movimento real das correntes oceânicas e checar se as previsões do modelo matemático do seu colega estavam corretas.

No dia 10 de Janeiro de 1992, uma tempestade derrubou vários contâineres de um navio durante uma tempestade em alto mar. Esses contâineres estavam lotados de brinquedos plásticos, na maioria patinhos de borracha. Começava então uma viagem épica, a maior aventura jamais enfrentada por um grupo de patinhos de borracha, através dos oceanos do hemisfério norte, dando seguidas voltas ao redor da Terra.

O retorno dos patinhos de borracha

Anos depois, em 1994, os patinhos começaram a aparecer em diversas praias, e pessoas como Dean Orbison (foto) recolheram os brinquedos. Começava então a aventura de Ebbesmeyer, em busca de informações sobre quem havia encontrado patinhos de borracha nas praias.

Como ele conhecia o ponto do acidente, passava a ser fácil verificar os modelos matemáticos do projeto OSCURS. Bastava plotar as coordenadas onde os patinhos de borracha estavam sendo encontrados. Na verdade ele inverteu o mecanismo e, para facilitar sua busca, ele previu onde os brinquedos iriam aparecer. A partir de então, as seguidas identificações mostraram que o modelo matemático tem um índice altíssimo de correção.

Como são à prova d’água e o bando era muito grande, os cientistas poderão continuar monitorando os patinhos de borracha por anos. Eles já atravessaram o Oceano Pacífico no sentido horário, atingiram o Oceano Ártico, viajaram ao redor da calota polar e desceram ao longo da costa leste dos Estados Unidos. Brevemente eles deverão voltar a atingir as costas da Inglaterra. Segundo os cientistas, até 2022 a viagem épica dos patinhos de borracha deverá contar com 10 voltas ao redor da Terra.

via Inovação Tecnologica

*      *     *

Imagine o tanto de historias que esses patinhos irão ter para contar…





Solução do Aquecimento Global

6 07 2007

 

A revista Super Interessante deste mês traz na capa um tema muito “interessante” e atual,

ENERGIA NUCLEAR, que fala sobre como as usinas nucleares podem ajudar a amenizar o efeito estufa de maneira clara e objetiva.

 

Dêem uma olhada no texto de Rodrigo Cavalcante no blog da super interessante ou compre a revista na banca mais próxima.

 

Obs.: Achei hilário a ilustração do Sr. Burns.





INvolução do Orkut

6 07 2007





Fudeu !

5 07 2007





Cúmulos …

3 07 2007

Cúmulo da Safadeza: Dar em cima da secretária eletrônica.
Cúmulo da Força: Dobrar a esquina.
Cúmulo da Rapidez: Fechar a gaveta, trancar e jogar a chave dentro.
Cúmulo da Rapidez 2: Ir ao enterro de um parente e ainda encontrá-lo vivo!
Cúmulo da Paciência: Vomitar de canudinho.
Cúmulo do Masoquismo: Escorregar pelado em um corrimão de gilete , cair uma bacia de álcool e se enxugar com uma toalha de lixa.
Cúmulo da Pontaria: Transar com mulher grávida e acertar o bumbum do neném. E o do Azar: O neném ser você.
Cúmulo do Egoísmo: não vou contar, só eu que sei.
Cúmulo da Ejaculação Precoce: O cara já tá vestindo o pijama e mulher ainda tá tirando a camisola.
Cúmulo da Velocidade no Basquete: Arremessar na sexta e acertar no Sábado.
Cúmulo da Velocidade: Dar a volta na mesa e pegar você mesmo!
Cúmulo da Moleza: Correr sozinho e chegar em segundo.
Cúmulo do Exagero: Passar manteiga no Pão de Açúcar.
Cúmulo do Vegetarianismo: Levar a namorada para trás da moita e comer a moita.
Cúmulo da Elasticidade: Colocar um pé no Pão de Açúcar, outro no Corcovado e lavar o saco na Baia de Guanabara.
Cúmulo da Preguiça: Ver um pernelongo chupando seu sangue e não espanta-lo.
Cúmulo da Traição: Suicidar-se com punhalada nas costas.
Cúmulo da Visão: Derrubar 10 faixas-pretas com um golpe de vista.
Cúmulo da Sorte: Ser atropelado por uma ambulância.
Cúmulo da Inocência: A menininha espremer os peitinhos pensando que são espinhas.
Cúmulo do Azar: Ser atropelado por um carro funerário.
Cúmulo da Economia: Usar o papel higiênico dos dois lados.
Cúmulo do Esquecimento: Ih! Esqueci!
Cúmulo da Burrice: Olhar pelo buraco da fechadura numa porta de vidro.
Cúmulo do Ciúmes: Brigar com a mulher porque ela abriu as pernas na hora do parto.
Cúmulo da Confiança: Jogar palitinho pelo telefone.
Cúmulo da Coincidência: No cinema, extrair meleca do nariz, fazer uma bolinha e, ao grudá-la debaixo do assento, encontrar outra.
Cúmulo do Engano: Uma minhoca entrar numa macarronada pensando que é suruba.
Cúmulo da Esperança: Travesti tomar groselha na esperança de ficar menstruado.
Cúmulo da Organização: Comer sopa de letrinhas e cagar em ordem alfabética.
Cúmulo da Paciência: Esvaziar uma piscina com um conta-gotas.
Cúmulo da Revolta: Morar sozinho, fugir de casa e deixar um bilhete dizendo que não volta mais.
Cúmulo da Maldade: Colocar tachinhas na cadeira elétrica